Escute a Rádio Consolação


Ouça a Rádio Consolação Online
Free Shoutcast HostingRadio Stream Hosting

domingo, 1 de março de 2015

LITURGIA DIÁRIA - Domingo, 1 de Março de 2015.


Primeira leitura: Gênesis 22, 1-2.9-13.15-18
Leitura do livro do Gênesis:
Naqueles dias, 1Deus pôs Abraão à prova. Chamando-o, disse: “Abraão!” E ele respondeu: “Aqui estou”. 2E Deus disse: “Toma teu filho único, Isaac, a quem tanto amas, dirige-te à terra de Moriá e oferece-o aí em holocausto sobre um monte que eu te indicar”. 9aChegados ao lugar indicado por Deus, Abraão ergueu um altar, colocou a lenha em cima, amarrou o filho e o pôs sobre a lenha, em cima do altar. 10Depois, estendeu a mão, empunhando a faca para sacrificar o filho. 11E eis que o anjo do Senhor gritou do céu, dizendo: “Abraão! Abraão!” Ele respondeu: “Aqui estou”. 12E o anjo lhe disse: “Não estendas a mão contra teu filho e não lhe faças nenhum mal! Agora sei que temes a Deus, pois não me recusaste teu filho único”. 13Abraão, erguendo os olhos, viu um carneiro preso num espinheiro pelos chifres; foi buscá-lo e ofereceu-o em holocausto no lugar do seu filho. 15O anjo do Senhor chamou Abraão, pela segunda vez, do céu, 16e lhe disse: “Juro por mim mesmo — oráculo do Senhor —, uma vez que agiste deste modo e não me recusaste teu filho único, 17eu te abençoarei e tornarei tão numerosa tua descendência como as estrelas do céu e como as areias da praia do mar. Teus descendentes conquistarão as cidades dos inimigos. 18Por tua descendência serão abençoadas todas as nações da terra, porque me obedeceste”.

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 115 (116)
— Guardei a minha fé, mesmo dizendo: “É demais o sofrimento em minha vida!” É sentida por demais pelo Senhor a morte de seus santos,
seus amigos.

R: Andarei na presença de Deus, junto a ele na terra dos vivos.
— Eis que sou o vosso servo, ó Senhor, vosso servo que nasceu de vossa serva; mas me quebrastes os grilhões da escravidão! Por isso oferto um sacrifício de louvor, invocando o nome santo do Senhor.

R: Andarei na presença de Deus, junto a ele na terra dos vivos.
— Vou cumprir minhas promessas ao Senhor na presença de seu povo reunido; nos átrios da casa do Senhor, em teu meio, ó cidade de Sião!
R: Andarei na presença de Deus, junto a ele na terra dos vivos.
Segunda leitura: Romanos 8, 31-34
Leitura da carta de São Paulo aos Romanos:

Irmãos: 31bSe Deus é por nós, quem será contra nós? 32Deus, que não poupou seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos daria tudo junto com ele? 33Quem acusará os escolhidos de Deus? Deus, que os declara justos? 34Quem condenará? Jesus Cristo, que morreu, mais ainda, que ressuscitou, e está à direita de Deus, intercedendo por nós?

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 9, 2-10
- Louvor a vós, ó Cristo, reida eterna glória!
- Numa nuvem resplendente fez-se ouvir a voz do Pai: Eis meu Filho muito amado, escutai-o, todos vós (Lc 9, 35)
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos:
Naquele tempo, 2Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João, e os levou sozinhos a um lugar à parte, sobre uma alta montanha. E transfigurou-se diante deles. 3Suas roupas ficaram brilhantes e tão brancas como nenhuma lavadeira sobre a terra poderia alvejar. 4Apareceram-lhe Elias e Moisés, e estavam conversando com Jesus. 5Então Pedro tomou a palavra e disse a Jesus: “Mestre, é bom ficarmos aqui. Vamos fazer três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias”. 6Pedro não sabia o que dizer, pois estavam todos com muito medo. 7Então desceu uma nuvem e os encobriu com sua sombra. E da nuvem saiu uma voz: “Este é o meu Filho amado. Escutai o que ele diz!” 8E, de repente, olhando em volta, não viram mais ninguém, a não ser somente Jesus com eles. 9Ao descerem da montanha, Jesus ordenou que não contassem a ninguém o que tinham visto, até que o Filho do Homem tivesse ressuscitado dos mortos. 10Eles observaram essa ordem, mas comentavam entre si o que queria dizer “ressuscitar dos mortos”.

— Palavra da Salvação
— Glória a vós, Senhor

sábado, 28 de fevereiro de 2015

HOMILIA DIÁRIA - O Senhor nos ajuda a amar e a perdoar





Sozinhos nós não conseguimos amar, perdoar nem vencer as mágoas, somente conseguimos essa graça pela força da oração com a ajuda do Senhor.
“Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos e rezai por aqueles que vos perseguem!” (Mateus 5, 44).

De acordo com a cultura e o pensamento religioso do povo judeu, basta que amemos o nosso próximo;  ao passo que aquele a quem temos como inimigo, porque de alguma forma nos prejudicou e nos fez mal, nós podemos odiá-lo. Contudo, Jesus nos diz que não deve ser assim, nós precisamos amar até os nossos inimigos.
Meu amor não pode ser um amor mínimo, mas sim, como é o amor do coração do Pai, um amor pleno, um amor sublime, um amor que não exclui ninguém. Um amor no qual sou capaz de dar a outra face a quem me feriu, a quem me machucou e a quem me fez mal.
É o amor que vence os ressentimentos e as mágoas. Se eu não consigo vencer a minha mágoa e meu ressentimento pelas minhas forças humanas, eu preciso vencê-los pela força da oração. E por isso o Senhor nos diz que devemos rezar por aqueles que nos perseguem. Uma oração sincera e verdadeira: “Senhor, eu não consigo. Senhor, eu tenho raiva dessa pessoa. Senhor, eu não consigo amá-la; por favor, me ajude!
O mínimo que eu posso desejar a alguém é que Deus o abençoe, o guarde, o ilumine e conduza o seu coração. Essa é a oração que vem do fundo da minha alma, a oração que vem do meu coração, para que o Senhor realmente me ajude a amar a quem eu não consigo amar.
Isso não significa que é necessário você gostar de todo o mundo ou ter todos como amigos. Não, isso se trata de outra afeição, de outra intimidade, de outra forma de relacionamento. Contudo, para termos paz em nosso coração, para o nosso coração ser pleno e vigoroso, como é o coração de Deus, não podemos negar nem sonegar amor a ninguém.
Está certo que existem pessoas que são difíceis e deixam muitas marcas em nós, mas a maior força da minha vida é a força do Evangelho, é ele que me dá a graça, é ele que me ajuda a superar, é ele que me ajuda a combater o mal e dizer: “Jesus, conduza meus passos, conduza os meus sentimentos”.
Deus abençoe você!

Fonte:http://homilia.cancaonova.com/homilia/o-senhor-nos-ajuda-a-amar-e-a-perdoar/

LITURGIA DIARIA - Sábado, 28 de Fevereiro de 2015.


Primeira leitura: Deuteronômio 26, 16-19
Leitura do livro do Deuteronômio:
Moisés dirigiu a palavra ao povo de Israel e lhe disse: 16“Hoje, o Senhor teu Deus te manda cumprir esses preceitos e decretos. Guarda-os e observa-os com todo o teu coração e com toda a tua alma. 17Tu escolheste hoje o Senhor para ser teu Deus, para seguires os seus caminhos, e guardares seus preceitos, mandamentos e decretos, e para obedecerdes à sua voz. 18E o Senhor te escolheu, hoje, para que sejas para ele um povo particular, como te prometeu, a fim de observares todos os seus mandamentos. 19Assim ele te fará ilustre entre todas as nações que criou, e te tornará superior em honra e glória, a fim de que sejas o povo santo do Senhor teu Deus, como ele disse”.

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 118 (119)
— Feliz o homem sem pecado em seu caminho, que na lei do Senhor Deus vai progredindo! Feliz o homem que observa seus preceitos, e de todo coração procura Deus!
R: Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo!
— Os vossos mandamentos vós nos destes, para serem fielmente observados. Oxalá seja bem firme a minha vida em cumprir vossa vontade e vossa lei!

R: Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo!
— Quero louvar-vos com sincero coração, pois aprendi as vossas justas decisões. Quero guardar vossa vontade e vossa lei; Senhor, não me deixeis desamparado!
R: Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo!
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 5, 43-48
- Salve, ó Cristo, imagem do Pai, a plena verdade nos comunicai!
- Eis o tempo de conversão, eis o dia da salvação (2Cor 6, 2)
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 43“Vós ouvistes o que foi dito: ‘Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo!’ 44Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos e rezai por aqueles que vos perseguem! 45Assim, vos tornareis filhos do vosso Pai que está nos céus, porque ele faz nascer o sol sobre maus e bons, e faz cair a chuva sobre os justos e injustos. 46Porque, se amais somente aqueles que vos amam, que recompensa tereis? Os cobradores de impostos não fazem a mesma coisa? 47E se saudais somente os vossos irmãos, o que fazeis de extraordinário? Os pagãos não fazem a mesma coisa? 48Portanto, sede perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito”.

— Palavra da Salvação
— Glória a vós, Senhor

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

HOMILIA DIÁRIA - A reconciliação é fonte de paz e perdão



A reconciliação é fonte de paz e perdão. Não podemos consentir que toda a nossa vida seja guiada pela raiva e pelos ressentimentos.
“Portanto, quando estiveres levando tua oferta para o altar, e ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa a tua oferta ali diante do altar, e vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão. Só então vai apresentar a tua oferta” (Mateus 5, 23-24).


A Palavra de Deus, hoje, nos convida a refletirmos sobre a maneira como lidamos com o nosso próximo. Primeiro, com relação aos nossos sentimentos. Sentimentos negativos que vêm quando estamos com raiva, magoados ou ressentidos com alguém. Quando a cólera inflama nosso coração e surgem sentimentos deploráveis dentro de nós e nós, muitas vezes, dizemos palavras pesadas e malditas para o nosso próximo.
Deixe-me dizer uma coisa a você: é impossível não sentirmos raiva ou ressentimento de alguém. O que não podemos é permitir que esses sentimentos [raiva e ressentimento] tomem conta dos nossos afetos e comandem a nossa vida. Nós é que precisamos assumir o comando de nossos sentimentos.
E a primeira coisa para conseguirmos isso é saber conter as palavras. Não é preciso lutar contra a pessoa, é preciso lutar contra a cólera que se instalou dentro do nosso coração, porque ela faz um grande estrago em nosso interior e cria confusão em nossa mente, em nosso coração e em nossos afetos.
Nós podemos até sentir, mas não podemos consentir que toda a nossa vida seja guiada pela raiva e pelos ressentimentos. Podemos trabalhar para evitá-los com as ferramentas da humildade, da paciência e da mansidão. Você pode dizer: “Mas, eu não sou nada disso!”. Não é, mas pode ser. Não tem, mas pode buscar.
Se nos abrirmos para que Jesus entre em nós, não é só para essa graça ficar em nós de forma decorativa, mas sim para que Ele traga ao nosso coração os sentimentos do coração d’Ele. Quando clamamos: “Senhor, manso e humilde de coração, fazei o nosso coração semelhante ao Vosso. Fazei-nos viver o amor e a reconciliação!” é porque queremos que os mesmos afetos do coração de Jesus estejam dentro de nós.
Jesus, maltratado, traído e injustiçado. Jesus, que tinha mil motivos para ter raiva de quem O oprimiu, morreu dizendo: “Pai, perdoa-lhes, pois eles não sabem o que fazem” (Lucas 23,33). Talvez você diga: “Mas eu tenho sangue quente!”. Não tem problema, se seu sangue for quente ou frio, misture-o com o sangue de Jesus para que tenha uma outra temperatura, para que contenha os impulsos do seu coração.
E quando você for se apresentar diante do altar do Senhor – para levar-Lhe a sua oferenda, sua oferta, sua vida, seu coração e suas intenções – lembre-se de que há pessoas com as quais você precisa se reconciliar. Deus quer muito mais a sua reconciliação do que as mil oferendas que você deseja apresentar a Ele.
Um coração reconciliado vale muito mais do que qualquer oferenda!
Deus abençoe você!

Fonte: http://homilia.cancaonova.com/homilia/a-reconciliacao-e-fonte-de-paz-e-perdao/

LITURGIA DIÁRIA -Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2015.


Primeira leitura: Ezequiel 18, 21-28
Leitura da profecia de Ezequiel:
Assim fala o Senhor: 21“Se o ímpio se arrepender de todos os pecados cometidos, e guardar todas as minhas leis, e praticar o direito e a justiça, viverá com certeza e não morrerá. 22Nenhum dos pecados que cometeu será lembrado contra ele. Viverá por causa da justiça que praticou. 23Será que tenho prazer na morte do ímpio? — oráculo do Senhor Deus. Não desejo, antes, que mude de conduta e viva? 24Mas, se o justo desviar de sua justiça e praticar o mal, imitando todas as práticas detestáveis feitas pelo ímpio, poderá fazer isso e viver? Da justiça que ele praticou, nada mais será lembrado. Por causa da infidelidade e do pecado que cometeu, por causa disso morrerá. 25Mas vós andais dizendo: ‘A conduta do Senhor não é correta’. Ouvi, vós da casa de Israel: É a minha conduta que não é correta, ou antes é a vossa conduta que não é correta?26Quando um justo se desvia da justiça, pratica o mal e morre, é por causa do mal praticado que ele morre.27Quando um ímpio se arrepende da maldade que praticou e observa o direito e a justiça, conserva a própria vida.28Arrependendo-se de todos os seus pecados, com certeza viverá; não morrerá”.

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 129 (130)
— Das profundezas eu clamo a vós, Senhor, escutai a minha voz! Vossos ouvidos estejam bem atentos ao clamor da minha prece!
R: Se levardes em conta nossas faltas, quem haverá de subsistir?
— Se levardes em conta nossas faltas, quem haverá de subsistir? Mas em vós se encontra o perdão, eu vos temo e em vós espero.
R: Se levardes em conta nossas faltas, quem haverá de subsistir?
— No Senhor ponho a minha esperança, espero em sua palavra. A minh’alma espera no Senhor, mais que o vigia pela aurora.
R: Se levardes em conta nossas faltas, quem haverá de subsistir?
— Espere Israel pelo Senhor, mais que o vigia pela aurora! Pois no Senhor se encontra toda graça e copiosa redenção. Ele vem libertar a Israel de toda a sua culpa.
R: Se levardes em conta nossas faltas, quem haverá de subsistir?
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 5, 20-26
- Salve, ó Cristo, imagem do Pai, a plena verdade nos comunicai!
- Lançai para bem longe toda a vossa iniquidade! Criai em vós um novo espírito e um novo coração! (Ez 18, 31)
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 20“Se a vossa justiça não for maior que a justiça dos mestres da Lei e dos fariseus, vós não entrareis no Reino dos Céus. 21Vós ouvistes o que foi dito aos antigos: ‘Não matarás! Quem matar será condenado pelo tribunal’. 22Eu, porém, vos digo: todo aquele que se encoleriza com seu irmão será réu em juízo; quem disser ao seu irmão: ‘Patife!’ será condenado pelo tribunal; quem chamar o irmão de ‘tolo’ será condenado ao fogo do inferno. 23Portanto, quando tu estiveres levando a tua oferta para o altar, e ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, 24deixa a tua oferta ali diante do altar, e vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão. Só então vai apresentar a tua oferta. 25Procura reconciliar-te com teu adversário, enquanto caminha contigo para o tribunal. Senão o adversário te entregará ao juiz, o juiz te entregará ao oficial de justiça, e tu serás jogado na prisão. 26Em verdade eu te digo: dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo”.
— Palavra da Salvação
— Glória a vós, Senhor

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

RADIO CONSOLAÇÃO PRECISA DE VOCÊ - ADQUIRA UM BILHETE E CONCORRA A UM GOL SPECIAL 1.0 0KM - SORTEIO NA FESTA DA MISERICORDIA DIA 12/04/2015


Reflexão - Mt 7, 7-22



Reflexão - Mt 7, 7-22

A oração deve sempre estar vinculada com a prática da vontade do Pai. A nossa oração será ouvida e Deus nos concederá o bem que desejamos somente quando formos capazes de realizar o bem para com os nossos irmãos e irmãs. Sendo assim, Deus somente realizará por nós aquilo que nós queremos que ele nos faça quando formos capazes de realizarmos pelos nossos irmãos e irmãs aquilo que eles esperam de nós, pois estaremos com isso cumprindo a vontade de Deus e ele, como recompensa, cumprirá a nossa vontade. 
 
Fonte: http://liturgiadiaria.cnbb.org.br/app/user/user/UserView.php?ano=2015&mes=2&dia=26

LITURGIA DIÁRIA - Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2015.


Primeira leitura: Ester 4, 17
Leitura do livro de Ester:
Naqueles dias, 17na rainha Ester, temendo o perigo de morte que se aproximava, buscou refúgio no Senhor.17pProstrou-se por terra desde a manhã até o anoitecer, juntamente com suas servas, e disse: 17q“Deus de Abraão, Deus de Isaac e Deus de Jacó, tu és bendito. Vem em meu socorro, pois estou só e não tenho outro defensor fora de ti, Senhor, 17rpois eu mesma me expus ao perigo. 17aaSenhor, eu ouvi, dos livros de meus antepassados, que tu libertas, Senhor, até o fim, todos os que te são caros. 17bbAgora, pois, ajuda-me, a mim que estou sozinha e não tenho mais ninguém senão a ti, Senhor meu Deus.17ggVem, pois, em auxílio de minha orfandade. Põe em meus lábios um discurso atraente, quando eu estiver diante do leão, e muda o seu coração para que odeie aquele que nos ataca, para que este pereça com todos os seus cúmplices. 17hhE livra-nos da mão de nossos inimigos. Transforma nosso luto em alegria e nossas dores em bem-estar”.

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 137 (138)
— Ó Senhor, de coração eu vos dou graças, porque ouvistes as palavras dos meus lábios! Perante os vossos anjos vou cantar-vos e ante o vosso templo vou prostrar-me.

R: Naquele dia em que gritei, vós me escutastes, ó Senhor!
— Eu agradeço vosso amor, vossa verdade, porque fizestes muito mais que prometestes; naquele dia em que gritei, vós me escutastes e aumentastes o vigor da minha alma.
R: Naquele dia em que gritei, vós me escutastes, ó Senhor!
— Estendereis o vosso braço em meu auxílio e havereis de me salvar com vossa destra. Completai em mim a obra começada; ó Senhor, vossa bondade é para sempre! Eu vos peço: não deixeis inacabada esta obra que fizeram vossas mãos!
R: Naquele dia em que gritei, vós me escutastes, ó Senhor!
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 7, 7-12
- Salve, ó Cristo, imagem do Pai, a plena verdade nos comunicai!
- Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de novo a alegria de ser salvo! (Sl 50, 12.14)
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Pedi e vos será dado! Procurai e achareis! Batei e a porta vos será aberta! 8Pois todo aquele que pede recebe; quem procura encontra; e a quem bate a porta será aberta. 9Quem de vós dá ao filho uma pedra, quando ele pede um pão? 10Ou lhe dá uma cobra, quando ele pede um peixe?11Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai que está nos céus dará coisas boas aos que lhe pedirem! 12Tudo quanto quereis que os outros vos façam, fazei também a eles. Nisto consiste a Lei e os Profetas”.
— Palavra da Salvação
— Glória a vós, Senhor

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

HOMILIA DIARIA - Cristo quer fazer de você uma nova criatura



Cristo quer fazer de você uma nova criatura. Para isso é preciso pôr em prática as palavras d’Ele de conversão e mudança de vida.
“Com efeito, assim como Jonas foi um sinal para os ninivitas, assim também será o Filho do Homem para esta geração” (Lucas 11,30).

Nesta passagem bíblica, vemos que Jesus está inconformado com os homens de Sua época e chama aquela geração de má e perserva porque eles buscam um sinal, querem uma garantia, uma certeza, de Deus, de como e quando Seu Reino vai se manifestar. Mas, na verdade, eles são incrédulos, indiferentes a isso e também maldosos, porque, tempos atrás, Deus já havia lhes dado o sinal de Jonas, o qual, naqueles dias, torna-se vida, realidade concretizada na pessoa de Jesus.
Primeiramente porque Jonas foi o profeta da penitência e da conversão, pois, quando Nínive quase toda caiu em pranto por causa dos seus pecados, ele pregou àquele povo pedindo-lhe um espírito de penitência e de conversão, e Deus veio em socorro desse povo porque este aceitou fazer penitência e se purificar dos seus pecados.
Aqui está Jesus entre nós anunciando o Reino de Deus, chamando-nos à conversão e a crer no Evangelho, a nos penitenciarmos e nos libertarmos dos pecados. Os ninivitas ouviram Jonas, mas esse povo não ouve Jesus nesse momento, por isso a vida deles não muda e anda para trás.
É preciso escutar Jesus, não basta achar bonito o que Ele prega e o que Ele ensina. É necessário deixar que Suas palavras caiam em nosso coração, fecundem-nos e façam uma transformação na nossa maneira de agir e de pensar. Por isso que, neste tempo quaresmal, somos chamados a fazer quarenta dias de penitência, seja pela oração, seja pela caridade ou pelo jejum. Somos chamados, sobretudo, a focar nossa vida naquilo em que precisamos urgentemente de conversão para que a graça de Deus venha em nosso auxílio.
O profeta Jonas passou três dias na barriga da baleia, esse é um sinal daquilo que vai acontecer com Jesus, que vai passar três dias ali no fundo do sepulcro ou, melhor dizendo, nas profundezas da morte. Assim como Jonas foi cuspido para fora do ventre da baleia, Jesus sairá da terra, do Seu sepulcro, vivo e ressuscitado, para nos dar uma vida nova.
No entanto, se não escutarmos primeiramente as palavras de conversão e mudança de vida de Jesus, assim como ocorreu com o povo eleito por Deus, também não saberemos reconhecer que Ele está presente no meio de nós na Sua ressurreição. Se a penitência é a morte, o “homem velho” que fica para trás, a ressurreição é a vida nova. Só experimenta a ressurreição quem passa pela paixão e pela purificação interior.
Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - (Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.)
Fonte:  http://homilia.cancaonova.com/homilia/cristo-quer-fazer-de-voce-uma-nova-criatura/

LITURGIA DIÁRIA - Quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2015


Primeira leitura: Jonas 3, 1-10
Leitura da profecia de Jonas:
1A palavra do Senhor foi dirigida a Jonas, pela segunda vez: 2“Levanta-te e põe-te a caminho da grande cidade de Nínive e anuncia-lhe a mensagem que eu te vou confiar”. 3Jonas pôs-se a caminho da grande cidade de Nínive, conforme a ordem do Senhor. Ora, Nínive era uma cidade muito grande; eram necessários três dias para ser atravessada. 4Jonas entrou na cidade, percorrendo o caminho de um dia; pregava ao povo, dizendo: “Ainda quarenta dias, e Nínive será destruída”. 5Os ninivitas acreditaram em Deus; aceitaram fazer jejum, e vestiram sacos, desde o superior ao inferior. 6A pregação chegara aos ouvidos do rei de Nínive; ele levantou-se do trono e pôs de lado o manto real, vestiu-se de saco e sentou-se em cima de cinza. 7Em seguida, fez proclamar, em Nínive, como decreto do rei e dos príncipes: “Homens e animais bovinos e ovinos não provarão nada! Não comerão e não beberão água. 8Homens e animais se cobrirão de sacos, e os homens rezarão a Deus com força; cada um deve afastar-se do mau caminho e de suas práticas perversas. 9Deus talvez volte atrás, para perdoar-nos e aplacar sua ira, e assim não venhamos a perecer”. 10Vendo Deus as suas obras de conversão e que os ninivitas se afastavam do mau caminho, compadeceu-se e suspendeu o mal, que tinha ameaçado fazer-lhes, e não o fez.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 50 (51)
— Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! Na imensidão de vosso amor, purificai-me! Lavai-me todo inteiro do pecado, e apagai completamente a minha culpa!
R: Ó Senhor, não desprezeis um coração arrependido!
— Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de novo um espírito decidido. Ó Senhor, não me afasteis de vossa face, nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!
R: Ó Senhor, não desprezeis um coração arrependido!
— Pois não são de vosso agrado os sacrifícios, e, se oferto um holocausto, o rejeitais. Meu sacrifício é minha alma penitente, não desprezeis um coração arrependido!
R: Ó Senhor, não desprezeis um coração arrependido!
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 11, 29-32
- Jesus Cristo, sois bendito, sois o ungido de Deus Pai!
- Voltai ao Senhor, vosso Deus, ele é bom, compassivo e clemente! (Jl 2, 12s)
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:
Naquele tempo, 29quando as multidões se reuniram em grande quantidade, Jesus começou a dizer: “Esta geração é uma geração má. Ela busca um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal de Jonas. 30Com efeito, assim como Jonas foi um sinal para os ninivitas, assim também será o Filho do Homem para esta geração. 31No dia do julgamento, a rainha do Sul se levantará juntamente com os homens desta geração, e os condenará. Porque ela veio de uma terra distante para ouvir a sabedoria de Salomão. E aqui está quem é maior que Salomão. 32No dia do julgamento, os ninivitas se levantarão juntamente com esta geração e a condenarão. Porque eles se converteram quando ouviram a pregação de Jonas. E aqui está quem é maior do que Jonas”.
— Palavra da Salvação
— Glória a vós, Senhor

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

LITURGIA DIÁRIA - Terça-feira, 24 de Fevereiro de 2015.


Primeira leitura: Isaías 55, 10-11
Leitura do livro do profeta Isaías:
Isto diz o Senhor: 10Assim como a chuva e a neve descem do céu e para lá não voltam mais, mas vêm irrigar e fecundar a terra, e fazê-la germinar e dar semente, para o plantio e para a alimentação, 11assim a palavra que sair de minha boca, não voltará para mim vazia; antes, realizará tudo que for de minha vontade e produzirá os efeitos que pretendi, ao enviá-la.

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 33 (34)
— Comigo engrandecei ao Senhor Deus, exaltemos todos juntos o seu nome! Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, e de todos os temores me livrou.
R: O Senhor liberta os justos de todas as angústias.
— Contemplai a sua face e alegrai-vos, e vosso rosto não se cubra de vergonha! Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, e o Senhor o libertou de toda a angústia.
R: O Senhor liberta os justos de todas as angústias.
— O Senhor pousa seus olhos sobre os justos, e seu ouvido está atento ao seu chamado; mas ele volta a sua face contra os maus, para da terra apagar sua lembrança.
R: O Senhor liberta os justos de todas as angústias.

— Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta e de todas as angústias os liberta. Do coração atribulado ele está perto e conforta os de espírito abatido.

R: O Senhor liberta os justos de todas as angústias. 
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 6, 7-15
- Glória a Cristo, palavra eterna do Pai, que é amor!
- O homem não vive somente de pão, mas de toda palavra da boca de Deus (Mt 4, 4)
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 7“Quando orardes, não useis muitas palavras, como fazem os pagãos. Eles pensam que serão ouvidos por força das muitas palavras. 8Não sejais como eles, pois vosso Pai sabe do que precisais, muito antes que vós o peçais. 9Vós deveis rezar assim: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; 10venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como nos céus. 11O pão nosso de cada dia dá-nos hoje. 12Perdoa as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, 13e não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal. 14De fato, se vós perdoardes aos homens as faltas que eles cometeram, vosso Pai que está nos céus também vos perdoará. 15Mas, se vós não perdoardes aos homens, vosso Pai também não perdoará as faltas que vós cometestes”.

— Palavra da Salvação
— Glória a vós, Senhor

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

LITURGIA DIÁRIA - Segunda-feira, 23 de Fevereiro de 2015.


Primeira leitura: Levítico 19, 1-2.11-18
Leitura do livro do Levítico:
1O Senhor falou a Moisés, dizendo: 2“Fala a toda a Comunidade dos filhos de Israel, e dize-lhes: Sede santos, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo. Não furteis, não digais mentiras, nem vos enganeis uns aos outros. 12Não jureis falso por meu nome, profanando o nome do Senhor teu Deus. Eu sou o Senhor. 13Não explores o teu próximo nem pratiques extorsão contra ele. Não retenhas contigo a diária do assalariado até o dia seguinte. 14Não amaldiçoes o surdo, nem ponhas tropeço diante do cego, mas temerás o teu Deus. Eu sou o Senhor. 15Não cometas injustiças no exercício da justiça; não favoreças o pobre nem prestigieis o poderoso. Julga teu próximo conforme a justiça. 16Não sejas um maldizente entre o teu povo. Não conspires, caluniando-o, contra a vida do teu próximo. Eu sou o Senhor. 17Não tenhas no coração ódio contra teu irmão. Repreende o teu próximo, para não te tornares culpado de pecado por causa dele. 18Não procures vingança, nem guardes rancor aos teus compatriotas. Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o Senhor”.

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 18 (19)
— A lei do Senhor Deus é perfeita, conforto para a alma! O testemunho do Senhor é fiel, sabedoria dos humildes.
R: Ó Senhor, vossas palavras são espírito e vida!
— Os preceitos do Senhor são precisos, alegria ao coração. O mandamento do Senhor é brilhante, para os olhos é uma luz.
R: Ó Senhor, vossas palavras são espírito e vida!
— É puro o temor do Senhor, imutável para sempre. Os julgamentos do Senhor são corretos e justos igualmente.
R: Ó Senhor, vossas palavras são espírito e vida!
— Que vos agrade o cantar dos meus lábios e a voz da minha alma; que ela chegue até vós, ó Senhor, meu Rochedo e Redentor!
R: Ó Senhor, vossas palavras são espírito e vida!
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 25, 31-46
- Salve, Cristo, Luz da vida, companheiro na partilha!
- Eis o tempo de conversão; eis o dia da salvação (2Cor 6, 2)
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 31“Quando o Filho do Homem vier em sua glória, acompanhado de todos os anjos, então se assentará em seu trono glorioso. 32Todos os povos da terra serão reunidos diante dele, e ele separará uns dos outros, assim como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. 33E colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos à sua esquerda. 34Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Vinde benditos de meu Pai! Recebei como herança o Reino que meu Pai vos preparou desde a criação do mundo! 35Pois eu estava com fome e me destes de comer; eu estava com sede e me destes de beber; eu era estrangeiro e me recebestes em casa; 36eu estava nu e me vestistes; eu estava doente e cuidastes de mim; eu estava na prisão e fostes me visitar’. 37Então os justos lhe perguntarão: ‘Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer? Com sede e te demos de beber? 38Quando foi que te vimos como estrangeiro e te recebemos em casa, e sem roupa e te vestimos?39Quando foi que te vimos doente ou preso, e fomos te visitar?’ 40Então o Rei lhes responderá: ‘Em verdade eu vos digo, que todas as vezes que fizestes isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizestes!’ 41Depois o Rei dirá aos que estiverem à sua esquerda: ‘Afastai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno, preparado para o diabo e para os seus anjos. 42Pois eu estava com fome e não me destes de comer; eu estava com sede e não me destes de beber; 43eu era estrangeiro e não me recebestes em casa; eu estava nu e não me vestistes; eu estava doente e na prisão e não fostes me visitar’. 44E responderão também eles: ‘Senhor, quando foi que te vimos com fome, ou com sede, como estrangeiro, ou nu, doente ou preso, e não te servimos?’ 45Então o Rei lhes responderá: ‘Em verdade eu vos digo, todas as vezes que não fizestes isso a um desses pequeninos, foi a mim que não o fizestes!’ 46Portanto, estes irão para o castigo eterno, enquanto os justos irão para a vida eterna”.
— Palavra da Salvação
— Glória a vós, Senhor